Bom dia!!! Hoje vamos falar-vos sobre tratamento com células estaminais nos nossos amigos de quatro patas.

As células estaminais são células indiferenciadas capazes de se dividir e especializar em células próprias de cada tecido. Estas células encontram-se de forma natural em muitos tecidos, e tem como o objectivo reparar lesões e regenerar tecidos.

O uso de células estaminais como tratamento de diversas patologias é um método inovador e com êxito no campo da medicina humana. São muitas as especialidades em que já estão a aproveitar as suas propriedades regeneradoras, anti-inflamatórias, imunomediadoras e parácrinas, em adição à ausência de reacções e efeitos adversos. Alguns exemplos desta terapia, com aplicação em medicina Humana, são os ensaios clínicos e a investigação em modelos animais superiores que se estão a realizar actualmente em patologias como a cardiomiopatia dilatada, artrose, esclerose ou lesões medulares com paraplegia, com uns resultados muito esperançosos.

Existe uma grande necessidade de tratamentos eficazes para patologias refractárias aos tratamentos convencionais, e naquelas que se sabe que as células mãe estão a obter excelentes resultados, tais como a insuficiência renal crónica, diabetes, lesões medulares ou a artrose, entre outras.

As células estaminais actuam beneficamente mediante várias vias de acção:

  1. A primeira é mediante a reparação e regeneração dos tecidos lesionados, convertendo-se em células especializadas que criam de novo o tecido que se encontrava danificado. No entanto não desempenham esta função em todos os tecidos com os mesmos resultados, o que faz com que em algumas patologías sejam mais eficazes que em outras.
  2. A segunda é o seu efeito anti-inflamatório atuando com mais potência que os fármacos anti-inflamatórios conhecidos, e sem reações adversas destacáveis.
  3. A terceira via de acção deve-se as suas propiedades imunomoduladoras , que regulam o sistema imunitário do organismo para controlar as patologias imunomediadas e atuam favorecendo uma melhor resposta do mesmo.
  4. Por último, um dos mais importantes, é o seu efeito parácrino, já que são capazes de libertar factores que estimulam a células do próprio tecido a recuperar um metabolismo e uma funcionalidade fisiológica, e a reparar os danos existentes.

Todos estes mecanismos de ação tornam as células mãe mesenquimatosas benéficas para patologias como:

  • Artrose
  • Defeitos ósseos
  • Lesões tendinosas e de ligamentos
  • Lesão medular e do sistema nervoso
  • Reepitelização
  • Doenças inflamatórias
  • Insuficiência renal crónica
  • Diabetes

Nós já temos o kit pronto para o tratamento de um patudo com patologia traumática num membro, após ter sido atropelado, há uns anos.

Em breve, traremos novidades do caso e mais informação sobre esta terapêutica 🙂

Kit de recolha de células mãe mesenquimatosas

Kit de recolha de células mãe mesenquimatosas