Paciente: Bil
Raça: Dálmata
Motivo: Anúria por obstrução do tracto urinário inferior
Exames de Diagnóstico: Raio-X: visualização de uma distensão vesical severa, sem evidência de urólitos radiopacos (imagem 1)

Urianálise: Análise macroscópica: urina de colocação amarelada, cheiro suis generis, límpida, evidência de cálculos de coloração acastanhada com cerca de 0,05cm de diâmetro.

Análise bioquímica: Presença de quantidade anormal de proteína na urina (imagem 2)

img2

Citologia do sedimento urinário: Visualizam-se poucas células epiteliais de descamação, ligeira contaminação bacteriana (cocos), não se visualizam leucócitos, eritrócitos ou cristais urinários.

Tratamento:
• Algaliação para descompressão vesical seguido de lavagem vesical
• Antibioterapia de largo espectro
• Anti-inflamatório
• Anti-ácido inibidor da bomba de protões
• Anti-inflamatório não-esteróide
• Suplemento com glicosaminoglicanos
• Alimentação específica para tratamento e prevenção de cristalúria e urolitiase ad eternum
[/wrapper]